Fale conosco:

contato@easywaysp.com.br

Copyright 2019 Todos os direitos reservados.

13 de Abril de 2015
Eu posso parar de fumar mesmo se eu não quiser de verdade?

Prezado(a) leitor(a),

 

Poucos fumantes de fato fazem essa pergunta, no entanto, eu acredito que muitos fumantes tem esse questionamento em suas mentes:

Será que eu posso parar mesmo se eu não quiser realmente parar? 

Se você perguntar para qualquer fumante se ele encorajaria seus filhos a começar a fumar, eles sempre vão dizer: “De jeito nenhum!” Isso significa que eles mesmos desejariam que nunca tivessem começado por si próprios, e desejariam que pudessem parar. No entanto, também existe uma parte de cada fumante que não deseja parar. É somente quando o desejo de parar prevalece ou pesa mais que o medo de parar que o fumante realiza a tentativa de parar.

Não se preocupe se você ainda não alcançou esse estágio. É o medo que te mantém fumando: o medo de que você vai se sentir privado de seu prazer ou apoio; o medo de que você não vai ser capaz de aproveitar as ocasiões sociais ou lidar com o stress, o medo de que você vai ter de passar por um terrível trauma para se libertar; e o medo de que mesmo se você conseguir parar, você vai ter de usar a sua força de vontade para lutar contra o desejo de fumar pelo resto da sua vida. 

 

O medo é o maior aliado desse vício. É justamente ele a barreira para a libertação do fumante.

Antes eu mencionei que de cada cem fumantes que tentam parar usando a força de vontade, somente cinco no máximo são bem sucedidos por mais de seis meses. Então usar a força de vontade raramente funciona. Isso levanta uma questão:


Será que eu posso ser bem sucedido(a) sem usar a força de vontade? 


A resposta é: com Allen Carr’s Easyway sim, você pode.

Por que? Porque Allen Carr’s Easyway não requer o uso da força de vontade.

Em nossas sessões, nós frequentemente recebemos participantes que não vem a nós por sua livre e espontânea vontade, mas sim são enviados por suas famílias. Alguns receberam o seminário de presente. Alguns comparecem à nossa clínica trazidos pelos seus entes queridos contra a sua vontade.

Existem dois aspectos comuns sobre esses fumantes:

1) O primeiro é que eles não tem a intenção de parar, mas já estão tão fartos de tanta importunação, que acabam cedendo e comparecem. Tudo o que eles querem é ficar em paz, e pensam que depois de comparecerem, eles vão poder dizer que pelo menos tentaram, mas infelizmente a coisa não funcionou e assim eles vão poder continuar a fumar em paz.

2) A outra coisa em comum entre eles é que a grande maioria deles ainda assim é bem sucedida em parar ao fim da sessão!

Sim, você leu corretamente. Eles chegam sem intenção nenhuma de parar e saem felizes não fumantes. A força de vontade não tem nada a ver com isso.

Um exemplo pessoal

Algo parecido ocorreu a um amigo meu. Ele tentou convencer sua mãe a comparecer à sessão por um bom tempo, mas em vão. Ela insistia em dizer que ainda não estava pronta, e que ela viria depois de se aposentar e sua vida então se tornasse menos estressante. (Essa desculpa não toca um sino em você?)

Meu amigo insistiu e a presenteou com um fato consumado: Ele tinha a informação que a empresa em que trabalhava iria oferecer um seminário em suas instalações para seus funcionários fumantes, e que eles precisavam de só mais uma pessoa para poder viabilizar o grupo e realizar a sessão. Ele então disse que sua mãe poderia ir e a inscreveu.

“Você não tem de parar de fumar, mãe. Por favor, só vá lá e se sente ali para que eles possam viabilizar a sessão. Você vai ajudar a empresa e a mim fazendo isso. Você poderia pelo menos fazer isso por mim”, ele disse a ela.

Sua mãe foi, e ao fim da sessão ela fumou seu ultimo cigarro junto com o resto do grupo e ela nunca mais fumou desde então.

Isso foi em Fevereiro de 2013. Sua família estava ainda mais surpresa do que ela própria, porque eles a viram fumar pesado por mais de quarenta anos, e ela não tinha nem mesmo a intenção de parar.

Como isso é possível?

Pareceu um milagre para mim mesmo quando eu parei de fumar facilmente, sem sofrer com a abstinência e sem precisar usar a força de vontade na minha sessão de Allen Carr’s Easyway há mais de seis anos atrás.

Entretanto, desde então eu vi pessoalmente a mesma coisa acontecer a milhares de outros fumantes em nossos seminários. De fato, qualquer fumante pode achar fácil parar de fumar sem usar a força de vontade, INCLUINDO VOCÊ. Tudo o que você tem de fazer é ouvir a apresentação com uma mente aberta e seguir as simples instruções que nós daremos a você ao fim da sessão. É tão simples quanto isso.

É claro, Allen Carr’s Easyway funciona para aqueles que também tem intenção de parar. Eu cito esses exemplos aqui simplesmente para demonstrar que esse método não se apoia na força de vontade.

Nós podemos ajudar você se você quiser parar de fumar, já tentou diversas vezes anteriormente, mas não foi bem sucedido(a) ainda. Nós também podemos ajudar você se você não tiver totalmente a certeza de que quer parar, mas seu médico ou sua família está pressionando você a parar.

Tudo o que você precisa fazer é vir a nós, abrir a sua mente, prestar atenção à sessão desde o começo até o fim e seguir as simples instruções.

Por mais inacreditável que lhe pareça, o método vai funcionar.

 

Despeço me de você essa semana com uma citação de um anônimo que um amigo meu postou no Facebook ontem: 

 

"O problema não é tropeçar, mas apegar-se à pedra."

Abraços e uma boa semana!


Lilian Brunstein
Terapeuta Senior
Allen Carr’s Easyway São Paulo